publicidade

Tetente Coronel Esaú fala sobre os 50 anos do 3º BPM, e diz que é necessário aproximar a polícia da sociedade



O Tenente coronel Esaú Lucena, comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar, (3ºBPM), com sede em Patos, foi entrevistado no jornal Espinharas Notícia, da Rádio Espinharas FM de Patos, 97,9, quando falou sobre a programação alusiva aos 50 anos de existência do 3º BPM e avaliou as ações desenvolvidas nos primeiros dias de comando a frente da tropa.

Na ocasião, o comandante enfatizou a importância histórica do 3º BPM, em meio século de atuação em Patos e região, e a necessidade de participação da sociedade no processo de segurança pública, a partir da educação do seio familiar, fato que segundo ele, prevê a utilização de drogas lícitas ou ilícitas, e coloca a polícia no cumprimento do papel do poder público do estado, para o controle das ações de segurança.

“A base da pirâmide da segurança pública é a família. De um lado a escola e do poder público, a polícia. Quando o poder público não ocupa o espaço que deveria, o crime ele ocupa o espaço. E aí a gente deixa de ser a referência ideológica deixa de ser o policial, o cidadão de bem, e passa a ser o criminoso. É preciso nós ocupemos esse espaço social para ocupar esse espaço”, disse o Tenente Coronel Esaú.

Em relação ao esquema de segurança pública diante do baixo efetivo, o comandante destacou que é necessário estudar a criminalidade, e realizar um policiamento orientado para coibir a prática criminosa, implementando ações nas áreas de maior risco da cidade.

Tenente Coronel Esaú esteve ao lado do Capitão Onasis, e avaliou como positivo os primeiros dias em que esteve no comando do 3º BPM e pediu o apoio da sociedade e da corporação, para por em prática o novo projeto de segurança pública em Patos e na região.


Por Genival Junior – Patosonline.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.