publicidade

Eleição da Mesa Diretora da Câmara de Teixeira é realizada na calçada após manobra do presidente



A eleição da Mesa Diretora da Câmara de Teixeira-PB, para o biênio 2023/2024, que estava marcada para ocorrer na noite está quinta-feira (12), foi suspensa de última hora. O motivo, segundo parlamentares que fazem a oposição ao prefeito Wenceslau Marques, foi pelo fato do atual presidente Galego de Lô, aliado do prefeito, ter descoberto que perderia a eleição.

O atual mandatário já dava como certa a sua vitória, no entanto, teria surgido a informação de última hora que numa contagem de votos feita nos bastidores faltava voto para a vitória da situação, visto que a oposição já contabilizava 6 votos dos 11 parlamentares. Sendo assim, os aliados do prefeito não conseguiram ganhar a eleição.

Os vereadores de oposição acusam o presidente Galego de Lô de agir de forma escusa para evitar a votação, não permitindo a abertura da Câmara para que houvesse a votação da mesa.

No entanto, os 6 vereadores de oposição realizaram a eleição da mesa diretora na calçada da Casa, fato inusitado, sem que, segundo os parlamentares, o regimento da Câmara de Teixeira-PB fosse desrespeitado.

Após a sessão e votação no meio da rua, a chapa 2 foi vitoriosa por 6x0, com a seguinte composição; presidente Pedro Bento; vice, Antônio Ferreira; 1º secretário Raimundo da Costa e 2º secretário Josenildo Lima.




Vicente Conserva - 40 Graus com Blog do Jordan Bezerra 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.