publicidade

STJ marca julgamento de denúncia contra Ricardo Coutinho e Arthur Cunha Lima



A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) vai julgar na próxima semana a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República contra o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) e o conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado Arthur Cunha Lima.

Ainda são alvos da acusação o ex-deputado Arthur Cunha Lima Filho, o ex-procurador-Geral do Estado, Gilberto Carneiro, Daniel Gomes da Silva, operador da Cruz Vermelha, e o advogado Diogo Mariz.

A PGR denunciou o grupo por suspeitas de crimes contra administração pública e corrupção passiva. Ricardo chegou a ser preso acusado de liderar uma organização criminosa responsável por desvios de recursos destinados à Saúde e Educação do Estado.

Já Arthur Cunha Lima, afastado do cargo em dezembro de 2019, é apontado pela Polícia Federal como recebedor de propina por parte de Daniel Gomes da Silva em  troca da aprovação de contas da Cruz Vermelha relativas ao ano de 2012.

“O repasse da vantagem indevida teria se dado por meio do advogado DIOGO MAIA DA SILVA MARIZ, com a celebração de um contrato de advocacia preventiva com referida entidade, de forma a dissimular o pagamento da vantagem indevida e ocultar os verdadeiros destinatários dos valores, ARTHUR PAREDES CUNHA LIMA e ARTHUR PAREDES CUNHA LIMA FILHO”, diz um trecho da acusação que Blog teve acesso.


Blog do Wallyson Bezerra do portal MaisPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.