publicidade

Reunião aborda fortalecimento da rede de atendimento e proteção às mulheres patoenses vítimas de violência



Na última terça-feira, 24, a Prefeitura de Patos, por meio da Secretaria Executiva de Políticas para a Mulher, realizou uma reunião para tratar sobre o fortalecimento da rede de atendimento e proteção às mulheres patoenses vítimas de violência.

Na oportunidade foi debatido sobre os desafios enfrentados, implementação de políticas públicas, aplicação da Lei Maria da Penha e estratégias de atuação e parcerias futuras. Participaram da reunião a juíza titular da segunda vara da Comarca de Patos, Janete Ferreira, da delegada responsável pela Delegacia Especializada da Mulher na cidade de Patos Sílvia Alencar, da Defensora Pública Monalisa Montenegro, e também da OAB, Polícia Militar e do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher.

A secretária da mulher, Clarice Mesquita, explicou que o momento fez parte da programação da campanha Agosto Lilás, como também estruturar e fortalecer a rede de atendimento e proteção à mulher.

"Na tarde desta terça-feira, realizamos uma reunião com integrantes da rede de atendimento e proteção das mulheres, o momento fez parte da nossa programação da campanha Agosto Lilás, e foi extremamente produtivo. O principal objetivo da reunião foi a estruturação e o fortalecimento da rede de atendimento e proteção à mulher, e ainda o estreitamento dos laços entre poderes e instituições, para possibilitar o trabalho conjunto", disse Clarice.

A secretária da mulher ressaltou ainda que o trabalho de fortalecimento da rede é fundamental para a construção de políticas públicas efetivas, capazes de mudar a realidade das mulheres patoenses.

A juíza titular da segunda vara da Comarca de Patos, Janete Ferreira, disse ser de extrema importância a articulação da rede de apoio.

"Particularmente considero de extrema importância essa articulação do estreitamento rede de apoio e atendimento à mulher, a fim de atender, conscientizar, amparar e auxiliar a mulher que se encontra em situação de violência doméstica", disse a juíza.

A presidente do Conselho Municipal de Direitos das Mulheres, Samara Oliveira, disse que momentos como esse dão ânimo ao Conselho, pois mostra o interesse de mulheres que estão à frente de órgãos e instituições que podem ajudar no combate à violência contra a mulher.

"Isso dá um ânimo maior a gente, isso alegra em saber que tantas mulheres estão nessa luta, e vamos continuar com a rede de proteção ativa, para que as mulheres patoenses saibam que podem contar com a gente", disse Samara.

A secretária da mulher, Clarice Mesquita, disse ainda que serão realizadas outras reuniões, pois a da última terça, foi direcionada para o poder judiciário e segurança pública.


Coordecom-Patos

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.