publicidade

Presidente estadual do Cidadania descarta possibilidade de João Azevêdo e Ricardo Coutinho juntos em 2022

 


Vez por outra surge a especulação que o projeto nacional em torno do ex-presidente Lula (PT) pode unir, novamente, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e o governador João Azevêdo (Cidadania) em um mesmo palanque, nas eleições de 2022. Entretanto, o presidente estadual do Cidadania, Ronaldo Guerra, em contato com o Blog do Anderson Soares, nesta terça-feira (29), descartou a tese. “Não existe essa possibilidade”, afirmou.

Essa deve ser a primeira vez que João e Ricardo estarão em lados opostos em uma eleição. Mesmo inelegível, o ex-governador diz que será candidato ao Senado. Seu partido, o PSB, no entanto, não enxerga com bons olhos uma eventual candidatura do socialista a um cargo majoritário. Coutinho pretende se filiar ao PT, onde conta com apoio da cúpula nacional, mas tem total rejeição da executiva estadual do partido.

Composição de chapa 

Em relação à definição dos nomes que devem compor a vaga de vice e de senador na chapa de João Azevêdo, Ronaldo Guerra afirmou que ainda não começaram as discussões em torno do assunto, mas defende o diálogo. “Não discutimos ainda critério, é muito cedo para isso, mas acho que o diálogo é o melhor critério para definirmos a chapa”, finalizou.



Blog do Anderson Soares 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.