publicidade

EM RITMO MAIS LENTO – SEGUE A NOTÍCIA – A METRALHADORA PAROU

 



E, de repente cessar fogo, pausa em quem noticiava, para ser a notícia. Ah já disse alguém em algum lugar “A Notícia não pode parar”, nesta sexta, quase parou, porém de lito ficou pelo noticiarista, pelo profissional que apurava os fatos, e tinha o prazer de repercutir, de informar. Fábio - Metralhadora – Diniz conseguiu informar a área policial, sem sensacionalismo, sem impressionar seus ouvintes em nome de audiência. A Metralhadora que disparava informações, atirava flores aos seus próximos, agrados aos seus entrevistados e notícias aos que lhe ouviam. A sua dedicação ao ofício, o levou a referência entre os colegas de profissão e o título de “Furão”.  A Metralhadora que não matava, morreu sem ofender a quem ofendia, se foi lutando, caiu de pé. Fábio Diniz marca com tiros informativos, sua efêmera passagem pela imprensa patoense e porque não paraibana, onde colecionou mais que colegas, amigos de profissão. As manhãs da Arapuan, a Rota da Notícia, fará uma curva leve porém para sempre lembrada: O pioneiro deste espaço, metralhava informações, colecionava amigos e admiradores, foi da área polícia, sem inimigos.

Lutou, trabalhou, viveu e baixou fogo no ritmo acelerado de informar, deixando menos rápida a informação da área policial.

“...Se Deus é por nós, que será contra nós?”

 

 Eduardo Rabêlo

 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.