publicidade

CÂMARA DE VEREADORES: “Centrão” da Casa Juvenal Lúcio de Sousa entra em ação…



No folclore político de Patos, é notório entre os analistas a habilidade do prefeito Nabor Wanderley em desarmar crises. Os embates políticos cotidianos, muitas vezes gerados pelos vereadores da própria base são potencializados e viram conflitos institucionais.

O que Nabor Wanderley, não esperava é que na Câmara de Vereadores de Patos nesta legislatura fosse criado um bloco parlamentar cujo nome de “Centrão”, que pelo número e coesão vem se impondo no Legislativo Patoense.

O portal PatosPBnews, recebeu informações privilegiadas de fontes qualificadas, da famosa reunião bomba na Câmara. O prefeito Nabor Wanderley, foi chamado para uma reunião na Câmara com a presença de 10 vereadores, do partido Republicanos, apenas Sales Júnior foi convidado, teoricamente, o “Centrão” da Casa Juvenal Lúcio de Sousa. Em que pese a indicação do líder ser prerrogativa pessoal de Nabor, atual Prefeito, a quem diga que a escolha de Sales Júnior, partiu do “Centrão”. Na reunião do dia (10/03), o “Centrão” teria pedido/exigido e no dia (11/03), Sales foi indicado.

Outro fato que chamou atenção na reunião, antes da chegada de Nabor, é que vereadores do “Centrão” questionaram entre si, o comportamento do vereador e aliado de primeira hora do prefeito Nabor, Ítalo Gomes na Câmara, foi sugerido levá-lo ao Conselho de Ética, até afastamento foi mencionado, outros vereadores pediram prudência e mencionaram advertência. O que fez o vereador Ítalo Gomes, para ser levado ao Conselho de Ética? O portal foi informado que nada! Então seria uma tentativa de intimidar o vereador na Câmara? O brilho próprio de Ítalo Gomes, estaria incomodando alguém? Mistério!

Uma eventual base governista continuará sendo uma incerteza, eis que os partidos agirão doravante sob a chancela do pragmatismo. Conseguirá o prefeito Nabor construir sólida e duradoura articulação com a Câmara? Tide Eduardo, ajudará o governo,  o “Centrão”, os dois ou ficará neutra? É preciso o “Centrão” ter ciência de que o eleitorado está saturado de abordagens mal educadas, palavras de baixo calão, querelas tomadas pelo ódio. Espraia-se um sentimento de que o Brasil carece de esforço suprapartidário para vencer as batalhas: a sanitária, a econômica e a política, e aqui em Patos, não é diferente.


PatosPBnews

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.