publicidade

Bancários cobram inclusão no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19 na Paraíba




Os bancários da Paraíba enviaram ofício ao governador João Azevêdo (Cidadania) e ao prefeito de João Pessoa Cícero Lucena (Cidadania) solicitando a inclusão da categoria no grupo prioritário da vacinação contra a Covid-19. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas do Ramo Financeiro da Paraíba (Sintrafi-PB), a categoria já é considerada serviço essencial, mas na hora de ser priorizada na vacinação é deixada de lado. Os documentos foram enviados pela entidade na última quinta-feira (25).

Na última sexta-feira (26), o presidente da entidade, Lindonjhonson Almeida, explicou que assim como diversas outras categorias, como professores e policiais, os bancários devem ser inseridos no Plano de Imunização Estadual, pois trabalham com alto índice de contaminação, em ambientes fechados e com aglomerações, realidade que já foi denunciada inúmeras vezes, e que mesmo com fiscalização e multas, através do Ministério Público e do Procon, segue sendo o cenário enfrentado pelos funcionários das agências. 

"Uma vez que diversas categorias profissionais já serão vacinadas com a conclusão da faixa etária dos 60 anos e demais grupos, é um direito, lutarmos pela vacinação dessa categoria que também está na linha de frente da contaminação desse vírus desde o início da pandemia. A atividade bancária foi considerada essencial em decreto federal e estadual, mas mesmo com o movimento sindical garantindo na luta o trabalho homeoffice, os rodízios e protocolos sanitários, os bancos não fecham, e os trabalhadores permanecem atendendo a população, em agências lotadas, para garantir pagamento de seus direitos, auxílios e salários. Por isso, solicitamos a inclusão da categoria no grupo prioritário para vacinação”, explicou.

Com o avanço no plano de vacinação na Paraíba com imunização de pessoas com comorbidades e categorias como docentes e policiais, o governador João Azevêdo (Cidadania), disse, no programa 'Conversa com o Governador', da última segunda-feira (22), na Rádio Tabajara, que, se o ritmo de vacinação continuar do jeito que se encontra, será possível avançar para policiais, professores, assim que for concluída do público acima de 60 anos de idades. 

A expectativa é que quase 13 mil trabalhadores das áreas de segurança e salvamento na Paraíba, que incluem os policiais federais, militares e civis, assim como os bombeiros militares e civis e das Forças Armadas, sejam vacinados contra Covid-19 nas próximas fases. Mais de 46 mil professores também serão imunização nas novas etapas de vacinação. 

Na última quinta-feira (25), parlamentares protocolaram emendas à Medida Provisória 1.039/2021, que institui a retomada do Auxílio Emergencial, solicitando a inclusão dos empregados da Caixa – e da categoria bancária – no grupo prioritário para receber a vacina contra a Covid-19. A emenda 24, do deputado Pedro Uczai (PT/SC) solicita a inclusão de toda a categoria na lista de prioridades do Programa Nacional de Imunização. Ele considera que a vacinação da categoria vai contribuir para diminuir a disseminação do vírus.

 

Clickpb

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.