publicidade

Crise Política: Governador exonera esposa do deputado Dr. Érico da Maternidade de Patos



O Governador da Paraíba, João Azevedo (Cidadania), não está para brincadeira, depois de exonerar o ex-deputado federal, o petista Luiz Couto, que foi exonerado do cargo de secretário de Estado da Agricultura Familiar, após Couto anunciar apoio à candidatura de Ricardo Coutinho a prefeito de João Pessoa. A exoneração foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Estado, com data desse sábado (24), mas com divulgação neste domingo (25).

 

Seguindo essa mesma lógica, e no mesmo Diário foi que o governador também exonerou a esposa do deputado Dr. Érico Djan (Cidadania), Germana Wanderley, que era Diretora Administrativa do Hospital e Maternidade Peregrino Filho de Patos. 

 

O deputado Dr. Érico, no entanto, decidiu contrariar o governador e apoiar o juiz Ramonilson (Patriota). O anuncio ocorreu  em 10 de outubro de 2020. Uma decisão que chateou bastante João Azevedo, que está apoiando em Patos Nabor Wanderley (Republicanos).

 

Pois bem, na manhã desta segunda-feira (26) o jornalista Misael Nóbrega, da Rádio Espinharas, trouxe a informação da exoneração de Germana. Veio represália depois de 15 dias do apoio do deputado ao juiz Ramonilson, o governador exonerou a esposa do deputado, Germana Wanderley que vinha desempenhando um bom  trabalho na Maternidade Peregrino Filho de Patos, mas isso não foi suficiente para fazê-la permanecer, pois o critério usado pelo governador foi meramente político. 

 

A crise política entre o governador e o deputado Dr. Érico está desenhada, entretanto, veremos o parlamentar na Assembleia Legislativa como vai se comportar após a decisão de João Azevedo. 

 

O Blog do Jordan Bezerra tentou contato com o deputado Dr. Érico, mas ele não respondeu às mensagens. Já sua assessoria disse que ia falar sobre o tema em uma entrevista ao radialista Silvio Romero, da Rádio Morada do Sol, nesta segunda 11h30min.

 

 
Blog do Jordan Bezerra | Política

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.