publicidade


O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, esclareceu no início da noite dessa quinta-feira (14), durante live no Instagram, a pesquisa que o Ministério da Saúde está realizando em João Pessoa e Patos sobre a propagação do coronavírus.

O que ninguém esperava é que a iniciativa fosse causar uma grande confusão. Em Patos, por exemplo, os realizadores da coleta de dados e testes rápidos foram parar na Delegacia da Polícia Civil. A população ficou desconfiada e acabou acionando a polícia por achar que se tratava de um golpe.

Geraldo Medeiros disse que tudo não passou de um mal entendido por falta de comunicação do Ministério da Saúde com a Secretaria Estadual da Saúde do Estado.

“Houve um erro de comunicação do Ministério da Saúde que não comunicou essa pesquisa que iria ser efetuada aqui na Paraíba, uma pesquisa que é da Universidade de Pelotas, juntamente com o Governo federal, que tem o objetivo de identificar pessoas com síndrome gripal e realizar o teste rápidos numa proporção que se identifique a velocidade de propagação desse vírus no país, esse é o objetivo da pesquisa. Infelizmente a SES não foi comunicada e houve alguns contratempos em relação à população que se mostrou receosa de fornecer essas informações com pessoas paramentadas com EPI’s, mas essa é uma informação a partir de agora oficial. São pessoas do Governo Federal contratadas e que estão realizando essa pesquisa em toda a Paraíba, especificamente na grande João Pessoa e Patos.”




Papopolitico.com.br


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.