Header Ads

Vereadores de Santa Terezinha-PB retomam trabalhos legislativos com críticas à gestão

Os trabalhos na Câmara Municipal de Santa Terezinha-PB foram retomados após o recesso, nesta sexta-feira (19). O presidente Salomão Cordeiro (PP) abriu a sessão às 17h10. Faltaram os vereadores Menon e Lila, porém justificaram suas ausências. Apresentaram votos de pesar às famílias de Gerson Pereira, Cacheado, Zé Marcelino, dona Fátima e Nuza Camboim.

Quem primeiro usou a tribuna foi o vereador Pedro Sopa (PSDB), agradeceu a Deus pelo dom da vida. Fez uma pequena análise da Reforma da Previdência, segundo ele, é injusta, pois está retirando dos pequenos e não dos grandes. As cidades da região fizeram festas juninas, aqui não, prometeu o João Pedro e não fez, por quê? Disse que a maioria dos políticos só pensa nos seus parentes. Classificou como assassinos os políticos que desvias verbas da área da saúde, educação e estradas. “Mas 2020 já se avizinha e o povo está atento e vai virar as costas para esses políticos. O voto é a ‘arma’ do povo. A política velha como luxo, festas, viagens dos gestores, está fadada ao fracasso, temos que promover a política nova, que é pensar no povo”, afirmou Pedro. Finalizou dizendo que Santa Terezinha está como Patos; faltando remédio, ruas cheias de buracos, salários atrasados e muitas coisas erradas, não tem obras na cidade.

Vereadora Lidianny Medeiros (PSDB) se acostou aos votos de pesar apresentados. Pediu para as pessoas cuidarem mais da saúde. Parabenizou o Cabo Luciano dos Santos pelo ato de bravura, realizado em Patos em 9 de julho, o cabo é do destacamento de Santa Terezinha. Parabenizou o Portal Santa Terezinha pelas informações postadas. Classificou o discurso de seu colega Pedro Sopa como abusivo, no que tange às críticas e à comparação com Patos, a cidade de Santa Terezinha tem remédio, salários em dias afirmou que Pedro estava levando fofocas. Estranho quando Pedro disse que era independente, mas ao mesmo tempo tá ‘comendo do pirão’. Finalizou dizendo que a gestão de Terezinha de Zé Afonso (PSDB) está fazendo o melhor para o município.

O parlamentar Francisco Bezerra (PSB), na sua fala inicial prestou condolências às famílias de dona Fátima, Zé Marcelino, Cacheado, Nuza Camboim e Gerson Pereira. Sobre dona Nuza, disse que era uma mulher de bem, e todos gostavam dela. De Gerson Pereira lembrou, que ele foi seu catequista, era um benfeitor do nosso município buscava sempre  o bem coletivo. Parabenizou o Pe. Luciano e a comissão organizadora da festa de Santo Expedito, na Capesa.  Apresentou um Projeto de Lei e foi aprovado por unanimidade, o Projeto  isenta a taxa  de IPTU para  pessoas portadoras de doenças graves, exemplo: câncer, insuficiência renal, cegueira, paralisia irreversível e outras, para ter direito é preciso que o imóvel esteja em nome da pessoa portadora da doença ou do seu cônjuge e que possua  apenas um imóvel. Francisco lembrou que a oposição de Santa Terezinha tem bons nomes para o pleito de 2020, para vaga de prefeito e, colocou seu nome à disposição do grupo. Parabenizou o deputado federal Hugo Motta (PRB), que votou contra a Reforma da Previdência. Pediu também sensibilidade à prefeita de pagar a conta da Energisa do poço da Quixaba, pois foi cortada, já são 10 papéis em atraso. Por fim Francisco leu o Projeto de Lei, denominado PRATA DA CASA, que visa valorizar os artistas do município, nos eventos promovido pela prefeitura, pelo menos 20% dos recursos serem destinados a PRATA DA CASA. Justificou que Santa Terezinha é um celeiro cultural, por isso é preciso incentivar  mais esses talentos.

O líder da prefeita, Edcarlos Soares (DEM), agradeceu a Deus pelo retorno dos trabalhos e agradeceu ao povo que deve obediência. Ele citou que aproveitou o recesso parlamentar para visitar com mais frequências os amigos. Ele destacou como é de praxe, os municípios irão enfrentar os piores meses de economia com a diminuição da arrecadação federal, falou que os pequenos são os mais sofridos. Comunicou que os serviços básicos estão sendo realizados. Disse que o senador José Maranhão (MDB) colocou várias emendas que estão para serem liberadas, assim como as emendas do ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e do ex-deputado Benjamin Maranhão (MDB). Edcarlos  informou que o Município recebeu 1% de recursos financeiros e daria para realizar o evento João Pedro, entretanto, a prefeita Terezinha optou em pagar a primeira parcela do Décimo Terceiro Salário aos servidores. Ainda sobre o assunto ele relatou que a prefeita não faz o João Pedro, mas realiza a Festa de Emancipação Política que ocorre no dia 22 de dezembro.

O presidente Salomão Cordeiro (PP) se acostou aos votos de pesar apresentados como; dona Nuza Camboim e Gerson Pereira, pessoas de bem. Lamentou a aprovação da Reforma da Previdência, disse que prejudica o pequeno. Parabenizou os deputados que votaram contra, de modo especial, o deputado Hugo Motta. Sobre a falta de medicamento na gestão precisa planejamento, para o município suprir os meses que o FPM cai (uma espécie de poupança). Medicamento básico não deveria faltar este ano.  Lamentou que o município em quase 3 anos não fez uma obra, só pequenas reformas. As obras que o ex-gestor deixou estão paradas e se tem algumas pendências que resolva. Pois as obras têm prazos. Sobre a casa de apoio é de grande valia, uma ação da gestão passada com Arimateia,  contudo a casa de Campina Grande foi fechada pela gestão atual. Por fim, Salomão afirmou que a oposição terá um nome forte para prefeito e, que provavelmente será anunciado até janeiro. Parabenizou os organizadores das festas da Capesa e Santana.

O projeto de lei, que concede o título de cidadão Santerezinhense ao cantor e compositor Pinto do Acordeon foi aprovado. A vereadora Célia e o vereador Zé Nilton não usaram a tribuna.


Blog do Jordan Bezerra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.