Header Ads

Defensores de Nabor fazem críticas fortes à gestão Sales Júnior; deputado desmente rompimento

Um clima de tensão ronda a política da morada do Sol. Não é de hoje que Patos vive maus dias no setor administrativo e financeiro. E também não é diferente no lado político, isto porque em três anos cinco prefeitos já passaram pela gestão do município.
Para piorar o ambiente, a crise financeira pela qual passa a cidade é sem precedentes. Quando Sales Júnior assumiu, em 5 de abril, não imaginava que seria tão difícil o processo administrativo. Embora tivesse o apoio declarado do grupo Motta, quase 60 dias de gestão a situação continua brava, pois existem muitas reclamações do povo e pouca coisa mudou de lá para cá.
Essa semana começou com denúncia de vereador, ameaça de greve dos funcionários, afastamento de secretário e escândalos envolvendo obras da prefeitura. Para completar, há boatos de que existe certo distanciamento do deputado estadual Nabor Wanderley com o prefeito interino Sales Júnior. Isto porque setores da imprensa que pertencem ao grupo Motta vêm tecendo fortes críticas à gestão de Sales, o que não acontecia há alguns dias, já que a emissora dos Motta, a ‘Itatiunga FM’, estava divulgando todas as ações do prefeito interino e também as atividades da administração municipal e agora surge falando mal da gestão, chamando inclusive de ‘Torre de Babel’.  
Baseado em todas essas questões, o Blog do Jordan Bezerra foi ouvir as personagens Nabor e Sales. De acordo com Nabor, não há nenhum rompimento na relação entre ele e o prefeito interino. Nabor disse ainda que o foco é unir forças para resolver a situação de Patos.
“Nada disso existe. Não passa de especulação. Pelo contrário, eu tenho uma ótima relação com Sales Júnior e tenho procurado contribuir com a gestão dele aqui em João Pessoa resolvendo questões que são de interesse de Patos. Eu não tenho nenhum tipo de envolvimento desse tipo. Pelo contrário, nós temos que unir forças para ajudar a ele a tirar a cidade dessa situação em que se encontra”, afirmou Nabor Wanderley.   
Já a assessoria de Sales Júnior informou que o prefeito está em Brasília, juntamente com o deputado federal Hugo Motta, em busca de recursos para Patos e por isso ele não iria responder no momento. Entretanto, Acilene Candeia, coordenadora de comunicação da prefeitura, afirmou que não há nenhum tipo de rompimento, o deputado está sempre, inclusive, unido com o prefeito Sales Júnior nos interesses de Patos quando precisa-se do apoio do governo do estado.
Na época que Bonifácio estava como prefeito interino de Patos, Nabor disse na imprensa que em 90 dias resolveria as crises da prefeitura, porém já passaram quase 60 dias de seu aliado e até agora pouca coisa mudou. O problema é que falta muito para que se restabeleça a ordem na cidade, o que fica claro, de acordo com as informações divulgadas pela imprensa e pelas reclamações do povo diariamente.
Será que os boatos de clima tenso são provocados pelo interesse de Sales em ser candidato a prefeito de Patos em 2020, caso permaneça no poder até lá? E por isso, tem provocado a irá dos defensores de Nabor? Uma coisa é certa: muitas águas vão rolar por baixo da ponte do cenário político de Patos.

Blog do Jordan Bezerra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.