Header Ads

Jornalista Denuncia: SJ de Espinharas gastou com diárias mais do que cidades turísticas do estado

Usando a sua conta na rede social  Facebook, o jornalista Lúcio César, denunciou e cobrou ações do prefeito de São José de Espinharas Neto Gomes (PSB), em relação aos custos com diárias e viagens custeadas pelo município. O jornalista comparou o custos no mesmo período feito pelas cidades com potencial turístico, como Bahia da Traição, Areia e Bananeiras. 

Confira a postagem 


Os gastos com diárias têm sido polêmicos para a maioria dos prefeitos brasileiros. Não são considerados ilegais, mas muitas vezes acobertam viagens particulares e desvios de verbas públicas. Geralmente servem para custear agendas externas dos agentes públicos na captura de recursos. 
É interessante mostrar que a cidade de São José de Espinharas no Sertão da Paraíba, com apenas 4.665 habitantes gastou mais dinheiro com diárias do que cidades turísticas como: Bananeiras, Areia e Baia da Traição.

A prefeitura de São José teve um gasto de quase 40 Mil Reais com diárias, enquanto que Baia da Traição, considerada uma das grandes atrações turísticas no Brasil, gastou 21 Mil reaias. 
Muito difícil de entender, pois sabemos que uma cidade turística tem muito mais custos com investimentos para o turismo.

Cidades muito turísticas como, Areia e Bananeiras, cada uma delas com mais de 20 Mil habitantes, mesmo assim, tem gastado menos com diárias que São José de Espinharas em 2018.

Será que a gestão atual de São José tem mostrado recursos referentes a todos esses gastos com viagens ? 

O prefeito da cidade espinharense tem publicado em seu face book inúmeras viagens a Brasília, capital federal, como também João Pessoa, capital paraibana, sempre pousando em fotos com deputados e assessores, tendo como exemplo o deputado federal Agnaldo Ribeiro. 

Mas até o momento segundo populares, o povo desconhece uma obra iniciada e terminada pela prefeitura do município, que em quase três anos de gestão, só tem feito reformas e pinturas, elem de promessas.


Lúcio Cezar/Fonte dos gastos: Paraíba Já.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.