Header Ads

Julian lamenta perseguição de João a delegado: “Os mesmos passos de RC”


deputado federal, Julian Lemos (PSL) criticou o governador João Azevêdo (PSB) pela decisão de nomear o delegado Lucas Sá para Delegacia Distrital de Cabedelo, segundo o deputado, uma forma de retaliação e perseguição ao delegado, que foi o responsável pela Operação Cartola.

“Um delegado da qualificação de Lucas Sá não pode ser rebaixado dessa forma por perseguição política do ex-governador e agora endossado pelo atual governador. Tá na cara que Lucas é vítima da intolerância dos socialistas, que não suportam sequer uma crítica, imagina ter o nome citado na Operação Cartola”, afirmou.

O parlamentar ressaltou que o histórico de perseguição governo de Ricardo Coutinho a policias era ato rotineiro. “Esse histórico de perseguição a policias e delegados era rotina, mas dessa vez, a categoria tem voz. Os profissionais da segurança pública não serão calados. Foram oprimidos durante oito anos de governo, mas agora podem contar com um deputado federal comprometido com a categoria”, enfatizou.

Lemos criticou, também, a total falta de autonomia de João Azevêdo. Para o parlamentar, o atual governador é uma espécie de marionete de Ricardo, não tem identidade própria nem autonomia e demonstra que vai seguir os passos do seu antecessor no tocante à perseguição aos que pensam contrário.

“João não tem identidade própria. É manipulado o tempo todo por Ricardo Coutinho. Veja a nomeação dos secretários. Todos foram nomeados por Ricardo. O governo é a cara de Ricardo, não tem autonomia. O pior e que ele copia a face mais reprovável do caráter do ex-governador, que é a perseguição a quem não balançar a cabeça para o rei”, declarou.



Paraíba Rádio Blog

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.